Placas de PVC: Materiais de Sinalização

Com a pandemia, aumentou o volume de busca por materiais de sinalização como placas de PVC para empresas. Além de tudo o que precisa ser avisado, temos agora as regras de isolamento e distanciamento social que, praticamente, viraram regra em diversos estabelecimentos. São placas lembrando as pessoas da importância de manter distância, para usar álcool em gel e demais orientações atuais.

placas de pvc

Independente desta tendência, todas as empresas precisam investir em placas de sinalização para o dia a dia. É, seguramente, a melhor forma de sinalizar seus funcionários e clientes do que pode ou não fazer nas dependências do seu negócio.

Quais são os modelos de Placas de Sinalização disponíveis?

As mais recomendadas são as seguintes:

  • Placa de Sinalização Grande em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 45x30cm e recebe uma incrível cobertura de Verniz Total Frente e Verso;
  • Placa de sinalização Média em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 21,9×29,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso;
  • Placa de sinalização Pequena em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 21,9×14,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso e
  • Placa de sinalização Larga em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 44,4×14,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso.

Vale lembrar que as gráficas já possuem gabaritos para estes e outros modelos para ajudar na montagem do arquivo, com margens de segurança, corte e sangria para a arte seguir os padrões e criar uma sinalização que todos compreendam.

Aplicações de materiais impressos de sinalização

Além dos alertas sobre COVID-19, historicamente esses materiais impressos para sinalização nasceram para ajudar na localização de produtos, indicação de ambientes/setores e demonstrativo do que fazer em caso de emergência. Precisa ser visível para alertar seus funcionários e clientes do que fazer e para onde seguir.

Uma loja de departamentos, por exemplo, que tenha diversos andares, pode espalhar esses avisos para indicar onde estão todos os seus departamentos . As artes precisam ser claras para garantir boa comunicação e evitar que clientes (e funcionários) se percam ou não saibam para onde se direcionarem.

As Placas de Sinalização são materiais gráficos amplamente utilizados por empresas de todos os portes, instituições de ensino, shoppings, igrejas, museus, estacionamentos e qualquer outro local para informar o público sobre produtos, serviços ou qualquer outra mensagem relevante, como banheiros, localização de caixas preferenciais, provadores de roupas, setor de trocas e até mesmo alertas de restrições, como “Entrada Proibida” e “Proibido Estacionar”.

O design das placas de sinalização

Todas as placas, adesivos e demais elementos da sinalização devem ser encaradas como ferramentas que transmitem informações essenciais para quem estiver no interior das lojas. Para deixara mensagem bem visível e sem nenhuma dúvida, esse material precisa ser desenvolvido obedecendo com precisão, a identidade visual do estabelecimento. Espaços diferentes com a mesma identidade: cuide deste detalhe para não causar estranhamento para quem estiver diante a sinalização.

Lembre-se que no caso das placas que compõem o design de sinalização, a função não é decorativa, mas in formativa. Escada rolante e elevadores, por exemplo, é fundamental ter placas orientando as pessoas a tomarem cuidados assim que usufruírem deste meio de locomoção interno, pedindo para o visitante ou funcionário tomar cuidado com a ausência do elevador ao abrir a porta e, para as escadas rolantes, o famoso aviso de evitar se apoiar no corrimão ou deixar crianças sozinhas.

Esses avisos servem também para locais que apesentem risco na aproximação, como no caso de geradores de energia ou pontos que gerem uma considerável quantidade de calor. Deixe claro quais são os riscos (choque elétrico, queimaduras, etc) na mensagem.

Obedeça às cores conforme as normas cromáticas. Amarelo é cuidado, vermelho é perigo, verde é área livre, por exemplo. Esta identificação por cores ajudam a transmitir a ideia do aviso. Lembre-se que essas placas devem prevenir com informações sobre acidentes.

Normas e padrões das placas

Um detalhe que todas as empresas deveriam conhecer: Seu negócio não está autorizado a determinar os padrões, cores ou formatos de suas placas de sinalização. Existem padrões nacionais que precisam ser seguidos de acordo com regras internacionais universais.

Isso acontece para que clientes e funcionários estrangeiros possam saber o que a placa quer transmitir. É mais fácil um alemão de passagem no Brasil interpretar a mensagem do que ficar perguntando o que está escrito o tempo todo. Esses padrões de cores fazem parte da norma NR-26.

Os regulamentos de modelos para variados elementos visuais de segurança a serem incluídos nas placas faz parte da NBR 7195.

Minha empresa precisa seguir essas normas?

Exatamente! E não adianta tentar escapar. É obrigatório para qualquer espécie de organização, porém é mais comum para o setor industrial ou qualquer negócio que tenha uma atividade com maior risco para quem está dentro – seja trabalhando ou de passagem.

Mesmo em um escritório empresarial, a sinalização precisa estar presente. O ambiente, meso que não tenha maquinários me equipamentos perigosos, possui locais com risco de choques elétricos ou quedas. Peça ao seu design que crie sinalização adequada, claro, seguindo todas as normas.

E quais são essas normas?

No Brasil temos a NR-26 e a NBR 7195 – já citadas, mas vamos dar uma aprofundada no assunto destas normas que determinam quais nas regras para placas contendo design de sinalização!

Norma NR-26: Criada em 1978 – com a última atualização em 2015 – temos aqui as regras de ouro que definem cores para cada ambiente profissional. Vale lembrar também que estar NR serve para sinalização de rótulos de produtos que fazem parte do cotidiano dos funcionários.

A NR é obrigação básica para a boa aplicação do design de sinalização internacional – por isso que extintores e espaços de mangueiras contra incêndios precisam ser feitos em metal e sempre com vermelho. É totalmente proibido e incorreto o uso de cores similares para tubos com elementos químicos em uma fábrica ou com água potável. A norma também indica padrão para rotulagem com material sinalizador, pictograma e formatos de elementos sinalizadores.

Significado das cores básicas da sinalização

A NBR 7195 foi criada para o padrão de cores. O profissional de design sabe exatamente como proceder, mas vamos explicar o que as cores querem dizer;

  • Vermelho: A cor mais famosa e que todos identificam imediatamente. com proteção e combate aos incêndios e alertas gerais, como paradas obrigatórias;
  • Laranja: É a cor do perigo que deve ser aplicada nas partes móveis dos equipamentos;
  • Amarelo: Significa atenção, cuidado. Serve para despertar atenção exigindo atenção total do funcionário durante as atividades;
  • Verde: A cor da segurança para caixa de primeiros socorros. Também é suada para sinalizar que uma área está livre para seguir, ou seja, não é área restrita;
  • Azul: A cor que avisa sobre ações obrigatórias. Deve se aplicada para EPI (Equipamento de Proteção Individual) dos colaboradores e visitantes de fábricas;
  • Púrpura: A cor, por mais bonita que seja, deve ser aplicada para alertar riscos de contaminação nuclear e irradiações eletromagnéticas;
  • Branco: O branco deve ser usado para comunica circulação das pessoas em locais de travessia, pontes e passarelas;
  • Preto: A cor que indica espaços de coleta de material residual que não sejam da área de saúde ou hospitalar.

E a OHSAS 18001?

A OHSAS 18001 é uma norma exclusiva para certificar sistemas gestores de saúde e segurança no trabalho. Ou seja, se o seu negócio for desta área, vale ficar atento com as regras!

A OHSAS 18001 inclui todas as regras para sinalizar a segurança em diversas operações de maneira mais ampla de tudo oque foi citado nesta matéria. O designer deve seguir à risca e com o máximo de atenção
desde o início do projeto arquitetônico.

Optar pela OHSAS 18001 significa criar melhores condições de trabalho dentro da sua empresa no quesito organização e Identificação de perigos – além de criar uma definição de controles para gerenciamento.

Traz redução de acidentes e doenças de trabalho, ajudando a reduzir custos e inatividade. A norma também traz engajamento e motivação para funcionários com condições de trabalho melhores e mais seguras, além de ser uma demonstração de conformidade para clientes e fornecedores.

10 detalhes de acabamento que uma gráfica pode te oferecer

Acabamentos gráficos, dobra, faca especial, hot stamping, impressão, laminação, refileverniz, verniz total, vinco… As gráficas têm de tudo!

O universo das gráficas possui acabamentos que valorizam seu projeto gráfico conforme o objetivo do que se deseja imprimir. A cada dia que passa, novos acabamentos e novas tecnologias para impressão chegam ao mercado – por isso o volume de ideias para folders, flyers, cartazes, cardápios e demais materiais impressos é vasto.

acabamentos

Para te ajudar a não se perder na hora de escolher um detalhe que vai dar um UP no seu material, a Boa Impressão selecionou 10 acabamentos incríveis que vão tornar o seu material ainda mais sofisticado e bonito:

Refile

É o mais chamado “corte”, o acabamento mais tradicional. Muito utilizado para acabamento de um projeto, o refile deixa tudo no formato final através de cortes lineares. Sabe aquelas cruzes que aparecem em um arquivo, junto coma arte? Estas marcações servem para o refile cortar no local correto. Folders, panfletos, cartazes e cartões de visita agradecem!

Dobra

dobra

A dobra é um processo automatizado muito comum para materiais que precisam de duas ou mais páginas, como folders, catálogos, revistas, livros e agendas! Vale ficar atento com a gramatura do papel, pois quanto mais grosso, mais complicado será conseguir que a dobra seja bem-feita. Muitos utilizam papel 150g, que é grosso o suficiente para manter o produto firme e permite que a dobra aconteça de maneira prática.

Ao montar um folder que possua dobras, é importante que o designer esteja atento com as áreas de dobra e à margem de segurança de textos, fotos, ilustrações e por aí vai. Ao fazer a dobra, a máquina pode variar em torno de 2 a 3 milímetros para cada lado, ou seja, se não houver uma margem securitária no local onde o folder será dobrado, a dobra vai prejudicar o texto ou qualquer elemento fundamental para o folder

Vale lembrar que a dobra dá o acabamento ao material para mudar seu formato. Por exemplo, uma folha A3 com uma dobra vertical central passa a ter o formato fechado de uma folha A4.

Vinco

Ainda falando um pouco sobre o ítem anterior, o vinco nada mais é do que a marcação feita no papel que vai servir como guia para a dobra. É um processo de pré-dobra indicado para papéis de altas gramaturas, que possuem uma resistência maior que e podem “quebrar” com a dobra. É muito comum um papelão, ao ser dobrado, se romper no processo. Geralmente é aplicado em papéis a partir de uma gramatura de 200g. Esta marcação feita no papel facilita a dobra destes papeis mais resistentes.

É um acabamento gráfico de baixo custo encontrado em folders, cartões, embalagens e convites. O vinco não pode ser usado em produtos com verniz, pois ele quebra essa laminação e o resultado acaba sendo um produto danificado.

Verniz

verniz

Esse acabamento é usado para proteger e dar mais brilho ao material, ou seja, dá aquele brilho! Trata-se de uma tinta de alto brilho aplicada no papel durante a impressão. Pode ser feito somente nas capas e/ou internamente. Ele pode ser usado também em materiais que possuem grande áreas em preto, para que não fiquem marcas de dedo no papel.

Quase todos os materiais impressos possuem algum tipo de acabamento, como laminação ou outras categorias de vernizes que formam uma espécie de camada ou película transparente sobre diversos materiais disponíveis para impressão. É garantia de brilho e proteção do material impresso contra umidade e sujeira, fazendo com que a vida útil aumente.

No entanto, é importante alguns cuidados para garantir a vida útil do seu impresso para passar profissionalismo, credibilidade, cuidado e organização.

O resultado do produto pode não ser tão bom, mas o acabamento eleva a sua qualidade, agradando e cumprindo o seu papel.

O verniz é um material bem versátil. Para papéis de gramaturas baixas, que costumam ser mais frágeis a impressões, o ideal é usar muito bem o verniz que pode ser:

Verniz à base de óleo – Parece com as tintas convencionais e dá ou um aspecto brilhoso, ou um aspecto fosco ao material. É composto por resinas de óleo e tem baixo custo se comparado com outros materiais. É feito à base de óleo, então é bastante resistente à umidade, o que aumenta potencialmente a sua durabilidade. Precisa ter cuidado apenas na secagem que demora mais que a de outros tipos de vernizes – e vai adquirindo um tom amarelado com os danos naturais e o passar do tempo.

É muito buscado para rótulos e embalagens, pois esses produtos geralmente enfrentam a umidade e o material à base de óleo é resistente neste caso.

Verniz à base de água – Mistura de água e outros aditivos em seu processo de fabricação que precisa de secagem após a aplicação. Vale lembrar que essa secagem é alcançada de maneira rápida, por conta da própria base com água. O efeito é de brilho ou fosco ao material impresso – ideal para um brilho sutil que consiga proteger o material.

Verniz Localizado

No caso do verniz localizado, essa tinta de alto brilho vai ser aplicada somente em determinados locais do impresso. Neste caso, é papel do designer encaminhar as “máscaras” nos locais em que o verniz precisa estar. É uma aplicação manual, quase artesanal, que acontece depois da impressão – e é mais caro justamente por este detalhe. O resultado é um produto sofisticado e criativo.

Laminação

Estamos falando de uma película plástica aplicada diretamente no papel para feito fosco ou brilhante. O interessante é a textura aveludada que a laminação fosca imprime no material enquanto a laminação brilhante faz o efeito contrário, dando destaque às cores. Essa técnica de acabamento é muito buscada para capas de livros, revistas, catálogos e até mesmo cartões de visita, catálogos, pastas, entre outros.
Relevo

Para fazer um relevo, o material precisa ser confeccionado com gramatura mais alta, de preferência acima de 180g. E pode ser relevo alto ou baixo, depende do objetivo que se quer alcançar (lado criativo) e a variação depende da direção em que o papel será pressionado. No processo, após a impressão, a gráfica dá destaque em um determinado elemento que precisa ser destacado.

folders em que a marca está e alto-relevo, tem cartazes que possuem uma parte da arte em baixo-relevo, como um detalhe na imagem. O material ganha ares modernos com texturas diferentes ao impresso tradicional.

Vale lembrar que este acabamento tem um valor mais elevado, pois pode ser feto com tinta (Relevo Americano) ou sem tinta (Relevo Seco). Um exemplo de relevo pode ser visto em convites de casamento, capas de catálogos e cartões de visitas. Vale a criatividade.

Hot Stamping

hotstamping

Proporciona efeitos metálicos às impressões, deixando detalhes prateados ou dourados no seu material. O conceito é de criar embalagens e materiais atraentes, funcionais e que façam que a marca seja lembrada. Hot Stamping é uma impressão a quente que cria este efeito metalizado em relevo, ou seja, seu material vai chamar atenção.

É muito usado em logos, embalagens e qualquer detalhe que se queira “iluminar”. O processo é conhecido como “gravação a quente”, pois é utilizado calor sobre uma fita metálica no ponto da impressão – e esse calor transfere a textura para o papel. Você pode encontrar Hot Stamping em convites de casamento, catálogos e revistas especiais.

Bordas Arredondadas

bordas arredondadas cartão de visita

Tradicional acabamento criado, como o nome já diz, para arredondar as bordas do impresso. Sim, este é um diferencial e tanto na hora de distribuir seu folder, pois o produto vai chamar a atenção pelo formato diferente. Neste acabamento, todos os cortes acontecem pela pressão da máquina no papel de forma manual ou, em grande escala, automática.É possível, ainda, escolher quantos cantos deseja arredondar, deixando a criatividade da sua equipe de criação voar alto.

Faca Especial

faca especial

Este é um acabamento mais caro, porém exclusivo. A faca especial nada mais é do que um corte que sai dos formatos tradicionais. Depende do seu objetivo (pode ser um folder no formato de uma folha de árvore, por exemplo) e está nas mãos do seu designer, com liberdade total para criar uma faca especial. É um produto mais caro, é verdade, mas o resultado será único. Reforçando que este recurso deve ser orçado à parte e pode encarecer bastante o valor final.

Impressão em adesivos para a sua empresa

Profissionais liberais e empresas buscam personalizar seus produtos e suas marcas, procurando o que difere para chamar a atenção. Desde que foram criados, os adesivos personalizados passaram a fazer parte de diversas aplicações – incluindo decoração da casa, “envelopar” um veículo e embalagem de produtos.

adesivo

Dentre os tipos mais comuns de adesivos encontramos o vinil branco, o vinil transparente e micro perfurado. Cada um com suas características e aplicações distintas. Vamos ver cada um destes adesivos personalizados.

A maior característica do adesivo em vinil é a longa durabilidade e resistência reconhecida no mercado. Pode ser aplicado em diversas superfícies, porque tem uma camada plástica que confere mais resistência ao material. Bom para lojas que  estejam em locais abertos ou com muita circulação, espaços que estão expostos à sujeira e água. Ah, e tem muita possibilidade de cores e texturas de adesivo vinil.

Estes adesivos vinílicos são vendidos em casas de serigrafia e lojas que trabalham com comunicação visual. Não é possível encontrar impressão em adesivos vinílicos em qualquer gráfica, porque é necessário um maquinário que suporte imprimir em diferentes dimensões, e em tinta solvente. O ideal, portanto, é não imprimir adesivos vinílicos em impressoras comuns.

Vinil branco
– Possui a superfície branca e recebe a impressão da arte por cima da cor base. Ideal para rótulos e etiquetas que podem aproveitar a cor do material.

Vinil transparente – A única diferença do vinil transparente para o branco é a cor. O transparente é ideal para os adesivos que precisam desse aspecto para que o design fique interessante, como nas artes que não têm o branco como elemento.

O adesivo é indicado para áreas que precisam de visibilidade em um dos lados. Para ilustrar o que estamos falando, basta passar na frente de uma vitrine de loja ou ver as janelas daqueles carros personalizados

Aplicações

Dá para usar os adesivos personalizados para decorar uma parede da sala até cobrir a vitrine de um estabelecimento.

O adesivo personalizado promocional pode trazer informações de uma empresa, campanha e até mesmo de um produto Ideal para o reconhecimento de marca da empresa. Destaca estabelecimentos, compondo a decoração do local. Excelente para divulgar promoções.

Já o adesivo holográfico, que é feito  em vinil holográfico, dá mais vida às cores  e permite inserir logos e outras informações. Muito usado para chamar a atenção de futuros consumidores com grande eficácia.
Adesivos para carros, muito comum em vidros de veículos, é ideal para divulgar uma marca ou produto, aumentando a visibilidade e reconhecimento de marca por todos os lugares de circulação do veículo.

adesivo


Os famosos adesivos para embalagens podem ser utilizados em caixas, potes de vidro, sacolas, convites, entre outras embalagens. Trazem de maneira objetiva, informações sobre o produto.

E temos os  adesivos para rótulos, esses sim, que agregam informações sobre o produto que está sendo ofertado.

Vantagem do adesivo personalizado

Sim, o adesivo personalizado foi criado para ajudar na comunicação visual para divulgação, promoções, lojas, produtos ou campanhas. Esta personalização dos adesivos é um diferencial que atrai  novos clientes e fideliza os antigos.

O que é plotagem?

A plotagem é  ‘envelopar’ ou ‘adesivar’,  expressão comum para personalizar  carros e motos. O termo ‘plotar’ nada mais é do que imprimir imagens, traços de grandes formatos e ganhou esse nome pelo nome da máquina que faz esse tipo de impressão – plotter. Nada mais é do que aplicar uma película adesiva em uma parede, vitrine, balcão, assim como em um carro ou moto.

A película adesiva da plotagem é o vinil, inicialmente desenvolvido para decoração, comunicação visual e linhas automotivas.  Dá para envelopar um veículo por inteiro (que seria o envelopamento completo) ou apenas algumas peças (que é o envelopamento parcial). estamos falando de um processo totalmente reversível, então a película pode ser removida posteriormente sem agredir a pintura do veículo.

O vinil pode estar impresso com a publicidade de uma empresa, transformando o veículo em um meio de divulgação móvel. Pode ser feito com cores e texturas específicas, possibilitando quando necessário ou acrescentar pequenos detalhes.

No começo, a plotagem era preto fosco,  mas ganhou o mercado quando veio o black piano, a fibra de carbono e agora o mercado possui uma gama gigantesca de cores – foscas, brilhantes, perolizadas, metalizadas, camaleão e por aí vai.

Adesivo Papel

Este produto é encontrado em três versões: fosco (sulfite), reciclado e glossy (brilhante). Estamos falando de um grupo de adesivos econômicos para personalizar lembrancinhas, artigos de papelaria, tags e até mesmo capinhas de celulares.

É uma opção para produzir rótulos para produtos que não sejam colocados em ambientes úmidos ou entrem em contato com água.  É bom ficar atento neste detalhe, pois quando molhado, o adesivo em papel costuma enrugar e perder qualidade.

Adesivos Promocionais

Na publicidade, o uso de adesivos como forma de divulgar campanhas promocionais sempre foi uma alternativa interessante. Como estratégia de vendas, dá para criar muita coisa, como as vitrines com adesivos de 50% de desconto ou simplesmente com a palavra grande em vermelho dizendo que há uma promoção.

Atrai a atenção do cliente e transmite a mensagem de maneira rápida. Nessas situações é indicado usar frases curtas e diretas, e cores vívidas que captem o olhar do observador.  

Adesivo em vitrine

Os adesivos decorativos transformam espaços sem gastar muito e de forma barata – além de serem fáceis de mudar. Dá para aplicar e remover com facilidade sem acarretar danos à superfície.

vitrine

Vale cuidar sobre qual o melhor substrato para o seu adesivo, de modo que ele dure por mais tempo. 

Sinalização

Os adesivos personalizados podem ser usados como objeto de sinalização corporativa Sabe aqueles avisos que ajudam funcionários e visitantes nas dependências da empresa, dentro de uma clínica ou loja? É um adesivo em vinil!  Melhora a organização do espaço significativamente.

Os adesivos podem ser um canal de comunicação, para informar as políticas e normas da empresa.

Lembre-se que os adesivos praticamente não ocupam espaço por serem fixados em superfícies já existentes, como paredes e balcões, e não precisam de um totem.

Adesivos efetivos
Para que estes adesivos sejam eficientes, é preciso seguir alguns critérios básicos. 

Fontes tipográficas de fácil leitura;
– Mensagem simples e direta
–  Boa localização.

Adesivos para brindes

Já pensou em usar adesivos como brinde para presentear seus cliente ou mesmo  funcionários? Esta estratégia é excelente, pois os brindes servem como objeto de divulgação da marca. O brinde precisa despertar interesse do receptor, então crie uma peça atrativa e resistente. 
Você pode entregar os brindes na própria organização ou eventos especiais da sua empresa, bem como em feiras. Estas abordagens promovem a imagem da companhia de maneira efetiva e sem gastar muito.

Adesivos Personalizados em Embalagens

A imagem de uma embalagem é muito maior do que você pode imaginar.  O apelo visual ajuda no sucesso da venda, principalmente em um mercado onde o consumidor é exposto a uma infinidade de produtos. Quanto mais atrativo, melhores serão as chances de vender.

Layout para Adesivos Personalizados

Sua marca já deve possuir sua própria identidade visual. Esta é quem deve guiar toda a criação da etiqueta, com o logotipo, paletas de cores e tudo o que vier depois. O produto estará sempre associado à marca, desde o início.

Defina qual a mensagem que a empresa deseja transmitir ao público através de seu produto, sempre mantendo o foco do nicho de mercado.

Pense em palavras e frases de efeito que sejam relevantes para os consumidores.

Adesivo para notebook

Muitas empresas que aderiram ao home office durante a pandemia precisaram entregar equipamentos para seus colaboradores –  e uma forma de manter a identidade dos computadores (e ainda proteger a sua superfície, para que não estraguem com a ação do tempo ou acidentes com líquidos) é através de adesivos para notebook. Aliás, a customização do equipamento também dá aquela sensação mais confortável e divertida para quem usa o computador.

Por isso, invista em adesivos para notebook na sua superfície. Além de divertidos, estes adesivos protegem o computador contra riscos e avarias.  Vale personalizar o adesivo com a marca da empresa, uma imagem bonita ou mesmo com detalhes pessoais de quem vai usar o computador. Vai pesar a criatividade.

Nem todos os adesivos são adequados para os notebooks. e não for o material adequado, a adesivagem pode manchar, arranhar e deixar marcas irreparáveis no seu computador. Atenção com as especificações para que o adesivo seja de boa qualidade , daqueles que podem ser removidos com facilidade sem deixar nenhuma marca.

Antes de adesivar o computador, fique atento ao tamanho da tela e aos eventuais detalhes que provoquem alterações no uso.  Importante deixar a área que vai receber o adesivo limpa e seca antes de colar. Limpe e passe um paninho em toda a superfície. Retire qualquer relevo, como pelos e partículas de poeira.