Placas de PVC: Materiais de Sinalização

Com a pandemia, aumentou o volume de busca por materiais de sinalização como placas de PVC para empresas. Além de tudo o que precisa ser avisado, temos agora as regras de isolamento e distanciamento social que, praticamente, viraram regra em diversos estabelecimentos. São placas lembrando as pessoas da importância de manter distância, para usar álcool em gel e demais orientações atuais.

placas de pvc

Independente desta tendência, todas as empresas precisam investir em placas de sinalização para o dia a dia. É, seguramente, a melhor forma de sinalizar seus funcionários e clientes do que pode ou não fazer nas dependências do seu negócio.

Quais são os modelos de Placas de Sinalização disponíveis?

As mais recomendadas são as seguintes:

  • Placa de Sinalização Grande em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 45x30cm e recebe uma incrível cobertura de Verniz Total Frente e Verso;
  • Placa de sinalização Média em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 21,9×29,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso;
  • Placa de sinalização Pequena em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 21,9×14,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso e
  • Placa de sinalização Larga em PVC Branco 0,5mm Cristal, no tamanho 44,4×14,4cm e cobertura de Verniz Total Frente e Verso.

Vale lembrar que as gráficas já possuem gabaritos para estes e outros modelos para ajudar na montagem do arquivo, com margens de segurança, corte e sangria para a arte seguir os padrões e criar uma sinalização que todos compreendam.

Aplicações de materiais impressos de sinalização

Além dos alertas sobre COVID-19, historicamente esses materiais impressos para sinalização nasceram para ajudar na localização de produtos, indicação de ambientes/setores e demonstrativo do que fazer em caso de emergência. Precisa ser visível para alertar seus funcionários e clientes do que fazer e para onde seguir.

Uma loja de departamentos, por exemplo, que tenha diversos andares, pode espalhar esses avisos para indicar onde estão todos os seus departamentos . As artes precisam ser claras para garantir boa comunicação e evitar que clientes (e funcionários) se percam ou não saibam para onde se direcionarem.

As Placas de Sinalização são materiais gráficos amplamente utilizados por empresas de todos os portes, instituições de ensino, shoppings, igrejas, museus, estacionamentos e qualquer outro local para informar o público sobre produtos, serviços ou qualquer outra mensagem relevante, como banheiros, localização de caixas preferenciais, provadores de roupas, setor de trocas e até mesmo alertas de restrições, como “Entrada Proibida” e “Proibido Estacionar”.

O design das placas de sinalização

Todas as placas, adesivos e demais elementos da sinalização devem ser encaradas como ferramentas que transmitem informações essenciais para quem estiver no interior das lojas. Para deixara mensagem bem visível e sem nenhuma dúvida, esse material precisa ser desenvolvido obedecendo com precisão, a identidade visual do estabelecimento. Espaços diferentes com a mesma identidade: cuide deste detalhe para não causar estranhamento para quem estiver diante a sinalização.

Lembre-se que no caso das placas que compõem o design de sinalização, a função não é decorativa, mas in formativa. Escada rolante e elevadores, por exemplo, é fundamental ter placas orientando as pessoas a tomarem cuidados assim que usufruírem deste meio de locomoção interno, pedindo para o visitante ou funcionário tomar cuidado com a ausência do elevador ao abrir a porta e, para as escadas rolantes, o famoso aviso de evitar se apoiar no corrimão ou deixar crianças sozinhas.

Esses avisos servem também para locais que apesentem risco na aproximação, como no caso de geradores de energia ou pontos que gerem uma considerável quantidade de calor. Deixe claro quais são os riscos (choque elétrico, queimaduras, etc) na mensagem.

Obedeça às cores conforme as normas cromáticas. Amarelo é cuidado, vermelho é perigo, verde é área livre, por exemplo. Esta identificação por cores ajudam a transmitir a ideia do aviso. Lembre-se que essas placas devem prevenir com informações sobre acidentes.

Normas e padrões das placas

Um detalhe que todas as empresas deveriam conhecer: Seu negócio não está autorizado a determinar os padrões, cores ou formatos de suas placas de sinalização. Existem padrões nacionais que precisam ser seguidos de acordo com regras internacionais universais.

Isso acontece para que clientes e funcionários estrangeiros possam saber o que a placa quer transmitir. É mais fácil um alemão de passagem no Brasil interpretar a mensagem do que ficar perguntando o que está escrito o tempo todo. Esses padrões de cores fazem parte da norma NR-26.

Os regulamentos de modelos para variados elementos visuais de segurança a serem incluídos nas placas faz parte da NBR 7195.

Minha empresa precisa seguir essas normas?

Exatamente! E não adianta tentar escapar. É obrigatório para qualquer espécie de organização, porém é mais comum para o setor industrial ou qualquer negócio que tenha uma atividade com maior risco para quem está dentro – seja trabalhando ou de passagem.

Mesmo em um escritório empresarial, a sinalização precisa estar presente. O ambiente, meso que não tenha maquinários me equipamentos perigosos, possui locais com risco de choques elétricos ou quedas. Peça ao seu design que crie sinalização adequada, claro, seguindo todas as normas.

E quais são essas normas?

No Brasil temos a NR-26 e a NBR 7195 – já citadas, mas vamos dar uma aprofundada no assunto destas normas que determinam quais nas regras para placas contendo design de sinalização!

Norma NR-26: Criada em 1978 – com a última atualização em 2015 – temos aqui as regras de ouro que definem cores para cada ambiente profissional. Vale lembrar também que estar NR serve para sinalização de rótulos de produtos que fazem parte do cotidiano dos funcionários.

A NR é obrigação básica para a boa aplicação do design de sinalização internacional – por isso que extintores e espaços de mangueiras contra incêndios precisam ser feitos em metal e sempre com vermelho. É totalmente proibido e incorreto o uso de cores similares para tubos com elementos químicos em uma fábrica ou com água potável. A norma também indica padrão para rotulagem com material sinalizador, pictograma e formatos de elementos sinalizadores.

Significado das cores básicas da sinalização

A NBR 7195 foi criada para o padrão de cores. O profissional de design sabe exatamente como proceder, mas vamos explicar o que as cores querem dizer;

  • Vermelho: A cor mais famosa e que todos identificam imediatamente. com proteção e combate aos incêndios e alertas gerais, como paradas obrigatórias;
  • Laranja: É a cor do perigo que deve ser aplicada nas partes móveis dos equipamentos;
  • Amarelo: Significa atenção, cuidado. Serve para despertar atenção exigindo atenção total do funcionário durante as atividades;
  • Verde: A cor da segurança para caixa de primeiros socorros. Também é suada para sinalizar que uma área está livre para seguir, ou seja, não é área restrita;
  • Azul: A cor que avisa sobre ações obrigatórias. Deve se aplicada para EPI (Equipamento de Proteção Individual) dos colaboradores e visitantes de fábricas;
  • Púrpura: A cor, por mais bonita que seja, deve ser aplicada para alertar riscos de contaminação nuclear e irradiações eletromagnéticas;
  • Branco: O branco deve ser usado para comunica circulação das pessoas em locais de travessia, pontes e passarelas;
  • Preto: A cor que indica espaços de coleta de material residual que não sejam da área de saúde ou hospitalar.

E a OHSAS 18001?

A OHSAS 18001 é uma norma exclusiva para certificar sistemas gestores de saúde e segurança no trabalho. Ou seja, se o seu negócio for desta área, vale ficar atento com as regras!

A OHSAS 18001 inclui todas as regras para sinalizar a segurança em diversas operações de maneira mais ampla de tudo oque foi citado nesta matéria. O designer deve seguir à risca e com o máximo de atenção
desde o início do projeto arquitetônico.

Optar pela OHSAS 18001 significa criar melhores condições de trabalho dentro da sua empresa no quesito organização e Identificação de perigos – além de criar uma definição de controles para gerenciamento.

Traz redução de acidentes e doenças de trabalho, ajudando a reduzir custos e inatividade. A norma também traz engajamento e motivação para funcionários com condições de trabalho melhores e mais seguras, além de ser uma demonstração de conformidade para clientes e fornecedores.